Educação

Audiência Pública sobre Diretrizes para Educação Jundiaiense

A Câmara de Jundiaí realizou uma audiência pública para discutir uma proposta de emenda que prevê a inclusão das diretrizes do Centro Internacional de Estudos, Memórias e Pesquisas da Infância, o Ciempi, na Lei Orgânica do município. A proposta é do vereador Douglas Medeiros (PSDB), em autoria conjunta com Faouaz Taha (PSDB).

A gestora Vastí Ferrari Marques e a equipe do Ciempi, ligado à Unidade de Gestão de Educação, apresentaram o trabalho que é desenvolvido no centro, criado em 2018. Segundo Vastí, o Ciempi tem base em quatro pilares: estudo, pesquisa e extensão, fomento à leitura e literatura, formação permanente e memória da educação jundiaiense.

“Instituir isso em uma lei faz com que a gente consiga perpetuar as boas ações da Educação. Isso é política pública e não política partidária”, defendeu a gestora, completando: “É preciso que a gente consiga assegurar uma educação de qualidade dentro desses quatro pilares”.

O vereador Douglas explica que com a emenda pode-se até mudar o nome do departamento, mas não suas diretrizes. “A audiência foi de alto nível, a equipe do Ciempi é muito competente. Acredito que o projeto entra na pauta para votação do primeiro turno na sessão da próxima semana, dia 14.” (NS)

Uma semana depois da audiência pública para debater a proposta de emenda à Lei Orgânica da cidade que prevê a inclusão das diretrizes do Centro Internacional de Estudos, Memórias e Pesquisas da Infância (Ciempi), o projeto entra para votação em primeiro turno na sessão de hoje (14) da Câmara de Jundiaí.

https://www.jj.com.br/politica/2022/06/157455-audiencia-debate-diretrizes-do-ciempi.html

A Proposta de Emenda à Lei Orgânica número 174/2022 é do vereador Douglas Medeiros (PSDB), em autoria conjunta com Faouaz Taha (PSDB). Além dos vereadores, a audiência da semana passada contou com a gestora Vastí Ferrari Marques e a equipe do Ciempi, ligado à Unidade de Gestão de Educação.

Os convidados apresentaram o trabalho que é desenvolvido no centro, criado em 2018. Segundo Vastí, o Ciempi tem base em quatro pilares: estudo, pesquisa e extensão, fomento à leitura e literatura, formação permanente e memória da educação jundiaiense.

“Instituir isso em uma lei faz com que a gente consiga perpetuar as boas ações da Educação. Isso é política pública e não política partidária”, defendeu a gestora, completando: “É preciso que a gente consiga assegurar uma educação de qualidade dentro desses quatro pilares”.

O vereador Douglas explicou que com a emenda pode-se até mudar o nome do departamento, mas não suas diretrizes. “A audiência foi de alto nível, a equipe do Ciempi é muito competente.”

https://www.jj.com.br/politica/2022/06/157984-camara-vota-proposta-para-incluir-ciempi-na-lei-organica.html

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.