Segurança

Reunião Pública sobre Prevenção Primária no Combate à Violência

Nesta quinta-feira (20), às 18h, a Câmara Municipal de Jundiaí realiza uma Reunião Pública para discutir a Campanha de Prevenção Primária no Combate à Criminalidade, objeto da Lei nº 9.197/2019, de iniciativa do vereador Douglas Medeiros.

Os trabalhos serão transmitidos ao vivo pela TV Câmara Jundiaí, nos canais 12.2 UHF e 4 NET, e pela internet, no Facebook e YouTube.

A reunião contará com a participação do Comandante do 11º Batalhão de Polícia Militar do Interior, Tenente-Coronel PM Robinson Pomilio; de representante do 49º Batalhão de Polícia Militar do Interior, Capitão PM Baptista; do Comandante da Guarda Municipal de Jundiaí, Benedito Marcos Moreno; da gestora de Educação de Jundiaí, Vasti Ferrari Marques; da Dirigente Regional de Ensino da Região de Jundiaí, Valdete Melo; do sociólogo Dr. Marcelo Couto Dias, e de representantes dos Conselhos Comunitários de Segurança de Jundiaí.

Conscientização – A lei que criou a Campanha de Prevenção Primária no Combate à Criminalidade foi votada e aprovada no dia 30 de abril de 2019. O prefeito Luiz Fernando Machado a sancionou quase um mês depois.

Ainda no projeto de número 12.781, o vereador(foto) afirmou na justificativa que “para a criminologia moderna, combater a violência não é ato exclusivo dos policiais e sim de toda a sociedade. É preciso pensar na prevenção e não focar apenas no infrator. O crime deve ser alcançado nas suas causas, raízes, e não nas consequências. Esta será a melhor forma de combater ou reduzir a criminalidade”. O parlamentar argumenta também que é preciso melhorar a qualidade de vida, dar educação, moradia digna, trabalho, inserção no meio social, além de reestruturar ou urbanizar bairros para criar uma barreira contra o crime.

Medeiros afirma ainda que as vítimas precisam de ajuda. Através delas se obtém informações sobre a criminalidade. “Para que haja prevenção eficaz é preciso conhecimento complexo e profundo do cenário criminal. O planejamento preventivo deve observar todo o contexto em que ocorre, como local, clima social e grupos de pessoas com risco de se tornarem vítimas. medidas alternativas e interdisciplinares são mais importantes do que medidas repressivas”, conclui o vereador.

Combate à criminalidade: Campanha será discutida nesta 5ª

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *