Família

Repúdio ao Ministério da Saúde

REPÚDIO ao Ministério da Saúde pela homologação da Resolução nº 715, de 20 de julho de 2023, que dispõe sobre as orientações estratégicas para o Plano Plurianual e para o Plano Nacional de Saúde provenientes da 17ª Conferência Nacional de Saúde e sobre as prioridades para as ações e serviços públicos de saúde aprovadas pelo Conselho Nacional de Saúde.

A vida humana deve ser respeitada e protegida de maneira absoluta a partir da concepção. Desde o primeiro momento de sua existência, o ser humano deve ter reconhecido o seu direito de pessoa, dentre os quais o direito inviolável de todo ser inocente à vida.

Ato contrário à vida, o aborto fere a legislação que garante sua inviolabilidade, conforme a Constituição Federal de 1988, em seu art. 5º., e ainda o Código Civil de 2002, cujo art. 2º estabelece: “A personalidade civil da pessoa começa no nascimento com vida, mas a lei põe a salvo, desde a concepção, os direitos do nascituro”

Muitas são as consequências físicas da prática do aborto, dentre as quais: perfuração do útero, se o aborto for realizado pelo método de sucção; ruptura do colo uterino; histerectomia, que é a remoção do útero devido a complicações severas; hemorragia uterina, também causada por pílulas abortivas; inflamação pélvica; infertilidade; gravidez ectópica, na qual o óvulo é fertilizado fora do útero, como nas tubas uterinas; parto futuro prematuro; infecção por curetagem mal feita; aborto incompleto, quando os restos da placenta podem não ser completamente removidos do útero, o que pode levar a infecções graves; comportamento autopunitivo; transtorno alimentar; embolia. O aborto provocado duplica a possibilidade do câncer de mama. Uma mulher com menos de 32 anos que aborta na primeira gravidez tem cento e quarenta vezes mais de chance de desenvolver câncer de mama, em relação à que não fez aborto.

A legalização da maconha, por sua vez, fomenta o aumento da disponibilidade de qualquer droga, tende a aumentar o seu consumo e diminuir a percepção de seus riscos.

Não é preciso legalizar a maconha para obter remédios à base de cannabis. Das mais de 400 substâncias que compõem a maconha, apenas duas são usadas para medicamentos: o canabidiol e o tetrahidrocanabinol.

https://www.youtube.com/watch?v=w2isNgxAEj8

Dê-se ciência desta deliberação a:

1. Deputado Estadual Rogério Santos;
2. Presidente Câmara dos Deputados, Artur Lira;
3. Presidente do Senado Federal Rodrigo Pacheco;
4. Presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil-CNBB,
Dom Jaime Spengler;
5. Secretário Geral da CNBB, Dom Ricardo Hoepers;
6. Bispo Diocesano de Jundiaí, Dom Arnaldo Carvalheiro Neto;
7. Bispo Emérito da Diocese de Jundiaí, Dom Vicente Costa;
8. Coordenadora do CODEVIDA, Sra. Olga Spadoni Pereira;
9. Presidente do Instituto Malagodi, Sr. Josenilson Ribeiro.

16 thoughts on “Repúdio ao Ministério da Saúde

  1. Somos a favor da vida! Parabéns ao ilustre edil Douglas Medeiros pela nota de repúdio ao Ministério da Saúde que está muito bem justificada e embasada em conceitos científicos e de ordem moral. Que sua voz faça eco e a Constituição Federal seja respeitada.
    Preocupante também a questão das drogas. São sobejamente conhecidas as consequências da liberação do uso das drogas.
    Conte conosco vereador Douglas!

  2. Parabéns senhor Douglas por defesa da vida, e do aborto.que o senhor Jesus abençoe sua vida e seus projetos. Pela defesa das crianças inocentes que não pode se defender.

  3. Parabéns vereador Douglas Medeiros,maravilhoso trabalho,importante conscientização sobre esse momento terrível de legalização sem fundamentos e agredindo os princípios cristãos e fundamentais da vida…que Deus o Abençoe.

  4. Parabéns por esse projeto em defesa, dos que são incapazes de se defender. Deus nos deu a vida e só ele pode tira-la . Deus te abençoe nesse e em todos os projetos.

  5. Por mais políticos que lutem em defesa a vida.
    Inadmissível a legalização do aborto.
    Parabéns, vereador Douglas Medeiros .
    Avante!!!

  6. Cristão católico de verdade não deve compactuar com essas idéias e práticas criminosas contra seres indefesos. Lembrando que a omissão diante de tal monstruosidade, além de demonstrar covardia, é um pecado grave também.É chegada a hora de os batizados exercerem seu munus profético e denunciar esses crimes. Oremos a Deus para que o Espirito Santo nos fortaleça e nos de sabedoria para que cumpramos nossa missão na defesa da vida e da esperança.
    Parabéns nobre vereador. Que o Senhor esteja contigo. E conte com mihas orações.

  7. É uma grande mentira afirmar que ” o corpo é meu e faço o que quero com ele”. A vida que está no útero da mulher não é ela nem dela porque se assim fosse todos os órgãos que estão no nascituro seriam da mulher que o carrega. Na verdade a cabeça é do bebê assim como todos os outros órgãos são dele. Portanto é uma nova pessoa que está sendo gerada. Aborto é assassinato e deve ser tratado como tal.

  8. Parabéns meu amigo e nobre Vereador Douglas Medeiros pelo seu posicionamento. Somos a favor da vida sempre e contra o aborto. Só Deus tem o poder sobre a vida do ser humano.

  9. Cristão católico sempre deve ir a favor da vida porque a vida é um dom de Deus porque foi ele que criou todas as coisas

  10. Parabéns Douglas, pela perseverança aos projetos favoráveis a vida e a família. Deus o ilumine nessa árdua caminhada. Conte com minhas orações e meu apoio.

  11. A vida humana deve ser preservada sim, desde a sua concepção, qualquer plano ou projeto contrário a isso é abominável e não deveria sequer ser cogitado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *