Educação

#Euabracoavida – Evento em defesa da Vida, contra o aborto!

O evento “Abraço à Vida” reuniu centenas de pessoas na Praça Padre Miguel (Largo da Matriz) para aprender um pouco mais sobre o posicionamento da Igreja em defesa da vida e contra o aborto. O evento contou com palestras, projeções de vídeo e apresentações, além de arte e brincadeiras para as crianças.

O evento “Abraço à Vida” foi uma inciativa do Conselho Regional de Ação Evangelizadora (CRAE) da Região Pastoral 7 da Diocese de Jundiaí, órgão que reúne sacerdotes e leigos representando as paróquias da cidade de Itu. O evento teve como principal objetivo tornar conhecido e compreendido o posicionamento da Igreja em relação ao nascituro – aquela criança que foi concebida e ainda irá nascer – defendendo a vida de forma incondicional, desde a concepção até o seu fim natural. Nesse sentido, a Igreja se posiciona contra o aborto, que retira do nascituro seu direito à vida, como ser humano e filho de Deus.

O evento contou com a presença de centenas de pessoas de todas as
idades, que participaram das atividades ao longo da tarde de sábado (5). (Fotos: Juliano Christofoletti)

Segundo Valdereno Oliveira, membro do CRAE, a ideia foi integrar o evento “Abraço à Vida” já existente no Movimento Pró-Vida com as ações regionais da Ação Evangelizadora realizadas no Dia do Nascituro, dando um caráter regional a essa data e levando a mensagem principal – garantia do direito à vida – ao maior número possível de pessoas. “Mesmo com o desafio de realizar um evento desse porte, conquistamos o apoio de todos os padres, dos diáconos e dos líderes de pastorais e movimentos de nossa cidade, o que assegurou a realização e o sucesso desse evento tão maravilhoso. Tivemos a parceria de todas as dez paróquias da cidade, inclusive a Sagrada Família, que fica mais distante”, explicou Valdereno.

Para Valdereno Oliveira (1º à direita), o evento conseguiu transmitir a importante mensagem de que a Igreja é a favor da vida e contra o aborto.

Atividades para toda a família

O evento contou com palestras, projeções de vídeo, apresentações de dança e atividades para as crianças, realizadas simultaneamente em tendas temáticas. Segundo os organizadores, centenas de pessoas passaram pelas tendas e participaram das atividades ao longo da tarde.

As crianças contaram com atividades de desenho e pintura, além de um enorme escorregador inflável. Para participar, um desafio: elas precisavam ir até seus pais e agradecer pelo “sim” que eles deram pela vida de cada uma delas. Para Valdereno, essa é uma forma de “plantar a semente da valorização da vida no coração das crianças”.

Jovens e crianças da Cojapa, da Paróquia Aparecida, apresentaram números de dança e animaram os participantes do “Abraço à Vida”.

O “Abraço à Vida” também contou com apresentações de dança pela Comunidade de Jovens Aparecida (Cojapa), da Paróquia Nossa Senhora Aparecida. Os “Marianinhos”, grupo de crianças da Paróquia Sagrada Família, se apresentaram vestidos como anjos, carregando corações com a inscrição “Deixe-me nascer”.

O fechamento do evento foi conduzido por Douglas Medeiros, integrante do Instituto Malagodi, abordando os pontos de vista médico, psicológico e sociopolítico, destacando as mentiras que são contadas sobre o aborto e a necessidade de realmente “abraçarmos a vida”.

Os Marianinhos da Paróquia Sagrada Família encantaram a todos os presentes com sua apresentação e a mensagem “Deixem-me nascer”.

“Uma experiência linda”

O “Abraço à Vida” contou com o apoio de várias entidades, como o Movimento Pró-Vida, o Instituto Malagodi e o Centro de Reestruturação para a Vida (Cervi), além da participação de muitas pastorais e movimentos das paróquias, que estiveram à frente das diversas atividades oferecidas. Algumas das pessoas envolvidas partilharam suas experiências no evento.

Fábia Meirelles, coordenadora da Pastoral da Educação da Região Pastoral 7, esteve à frente das atividades da tenda temática “Ame a vida por mim” e contou suas percepções sobre o trabalho realizado. “As pessoas se maravilharam com o lindo espetáculo da vida que ocorre na gestação e o quanto a verdade faz cair a bandeira do aborto. Elas também se emocionaram ao meditar sobre o crime do aborto e também o sofrimento das mulheres que optam por isso. Ao final, se comprometeram a serem guardiões da vida, através de oração e ação.”

Muitos padres e diáconos prestigiaram o evento, como padre Júlio, da Paróquia São Judas Tadeu, e padre Ton, da paróquia N. S. Aparecida.

Rosemeire Santiago, do Cervi, esteve à frente da apresentação das ações da entidade de acolhimento e apoio a mulheres e seus familiares que passam por violência, gravidez inesperada e que passaram por um aborto. “Foi uma oportunidade linda e um privilégio participar do ‘Abraço à Vida’. Trabalhar com pessoas que defendem a vida conosco e acreditam no ‘Autor da Vida’ faz toda a diferença. Conversamos com pessoas que fizeram aborto e com pessoas que pediram ajuda por terem sofrido aborto espontâneo. Todas elas passam por sofrimento. Também conversamos com alguns casais grávidos sobre o momento que estão vivendo. Foi uma experiência linda, uma equipe maravilhosa e um ambiente de alegria. Parabéns por toda organização e por todo trabalho. Podem contar sempre conosco e com nosso trabalho!”

Douglas Medeiros fala no encerramento do evento acompanhado por Fábia Meirelles, pela ginecologista e obstetra Bruna Sibon e por Rosemeire Santiago.

Para Valdereno, o “Abraço à Vida” conseguiu atingir seu objetivo de divulgar e confirmar que a Igreja é a favor da vida e contra o aborto. “Temos que defender com toda força e todo amor esse posicionamento.” Ele conta que a data do próximo evento já está marcada: será no dia 8 de outubro de 2023, Dia do Nascituro. “Queremos envolver ainda mais as pastorais e movimentos da Igreja em Itu nesse grande movimento em favor da vida”, concluiu.

Abaixo, imagens do evento.

 

Geral (Fotos: Juliano Christofoletti)

Paróquia Nossa Senhora Aparecida (Fotos: Dirce Silva / PASCOM PNSA)

Paróquia Sagrada Família (Fotos: Dirce Silva / PASCOM PNSA)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *